Pressão alta e hipertensão

Tabela Lista

Direção Descendente

6 Produto(s)

Tabela Lista

Direção Descendente

6 Produto(s)

O que é pressão alta e hipertensão ?


A hipertensão arterial sistêmica (HAS) faz parte do grupo de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) e afeta uma grande parcela da população mundial. Nos países desenvolvidos é considerada um problema de saúde pública. Nos Estados Unidos, por exemplo, em cada 3 indivíduos adultos 1 apresenta pressão alta (AHA, 2013). Mais especificamente no cenário nacional, de acordo com dados do Ministério da Saúde a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma das doenças que mais geram morbidade e mortalidade no Brasil, conjuntamente com o Diabetes Mellitus e outras doenças cardiovasculares. Esta condição está intimamente ligada ao funcionamento do coração (relaxamento e contração para bombear o sangue para todo o corpo), das artérias e relacionada, ainda, ao desempenho de outros órgãos. Muitos sistemas mantêm o controle da pressão arterial. Os reguladores importantes são o sistema nervoso simpático (SNS) para o manejo a curto prazo e o rim para o controle em longo prazo. A hipertensão arterial sistêmica (HAS) consiste em uma pressão arterial persistentemente elevada. E pressão alta nada mais é do que uma força intensificada efetuada por unidade de área sobre as paredes das artérias. Como fatores que contribuem para a pressão alta incluem-se a expressão gênica e a escolhas precárias de estilo de vida, como o tabagismo, alcoolismo, maus hábitos alimentares, estresse, dentre outros. Diante desta alteração na pressão arterial são necessárias modificações nos hábitos de consumo alimentar, no sentido de quantidade e qualidade dos alimentos, melhorias no estilo de vida como um todo e o uso contínuo de medicamentos para o seu controle. A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) não diagnosticada e não tratada gera o desenvolvimento de diversas doenças degenerativas como Insuficiência Cardíaca (IC), Doença Renal Crônica (DRC) e Doença Vascular Periférica. Ao passo que muitos indivíduos apresentam pressão arterial elevada, esta pode permanecer assintomática por anos, logo, é de extrema importância que exames de rotina sejam realizados. Pois, mesmo não apresentando os sintomas a pressão arterial descompensada pode levar a ataques cardíacos, aterosclerose (entupimento dos vasos sanguíneos) ou a outras condições possivelmente fatais. Feito um diagnóstico preciso, a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) sendo bem tratada é, em geral, facilmente controlável. A pressão arterial do adulto é considerada estável e saudável em 120/80 mmHg (milímetros de mercúrio).

Como baixar a pressão ?

O que influencia diretamente a pressão arterial são os hábitos de vida geral e à longo prazo. Geralmente as pessoas de maior idade são as que apresentam o pico de pressão justamente por costumes criados e praticados ao longo de uma vida inteira. Para que seja possível a retomada de uma pressão arterial estável e saudável do ponto de vista clínico é fundamental controlar ou perder peso com uma alimentação balanceada e atividade física. Consumir de 5 a 10 porções de frutas, legumes e verduras diariamente é uma verdadeira evidência científica para a prevenção e tratamento da Hipertensão. Incluir na alimentação mais fontes de potássio (na ausência de doença renal) ex.: banana, atum, batata doce. Cálcio: leite desnatado, iogurte natural, couve, brócolis. E magnésio: abóbora, aveia, espinafre. Tomar banho de Sol durante 10 minutos por dia entre 10h e 15h para ativar a vitamina D. Além disso, evitar os alimentos processados e ultra processados ricos em gordura e sódio como molhos e caldos prontos, embutidos, biscoitos, sorvetes. Evitar bebidas alcoólicas, sabendo que elas não devem fazer parte da rotina. É muito interessante para a melhora do quadro criar o hábito de ler as informações nutricionais do rótulo dos alimentos para verificar o teor de sódio, evitando os ricos em sódio. Não usar o saleiro de mesa e evitar o sal de adição é uma excelente estratégia. Ao preparar o alimento usar no lugar do sal ervas, temperos e alimentos naturais como orégano, salsa, cebola, alho, tomate, dentre outros. Ter uma vida com distrações saudáveis e momentos para relaxar, evitando, desta forma, o cigarro e o estresse. Ainda, para controlar a pressão arterial e melhorar o bem-estar e a qualidade de vida, a suplementação com certos compostos e nutrientes pode ser um alicerce, auxiliando consideravelmente para baixar a pressão arterial. Porém deve ser em conjunto com outras estratégias já mencionadas e o acompanhamento de um profissional especialista.

Causas da hipertensão

Tabagismo (cigarro), sedentarismo (falta de atividade física), etilismo (consumo excessivo de bebida alcoólica), maus hábitos alimentares com alto consumo de calorias, sódio, gordura e carboidrato refinado, obesidade, principalmente pelo acúmulo de gordura visceral (abdominal) que ativa o sistema nervoso simpático, um componente-chave da resposta hipertensiva. Aumento do nível de estresse no dia-a-dia, presença de diabetes mellitus e a genética também estão relacionados ao aumento da pressão arterial e a sua permanência, caracterizada pela Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS).


5 Suplementos para o manejo da pressão alta e hipertensão

Ômega 3

Um poderoso ácido graxo poliinsaturado que tem sua origem de fonte animal ou vegetal. A suplementação com ômega 3 (ácido linolênico EPA e DHA) está associada à melhor desempenho dos antihipertensivos no tratamento da doença e na melhora da saúde cardiovascular também, prevenindo, desta forma, possíveis eventos fatais nos hipertensos e a prevenir o desencadeamento da pressão alta. Este efeito se dá pela diminuição da resistência vascular sistêmica produzida pela ação do ômega 3 na mudança da função do endotélio (parede arterial). omega 3


Coenzima Q10

Um poderoso antioxidante que contribui para o efetivo funcionamento da maioria dos órgãos (rim, coração, fígado e outros). Inclusive, participa ativamente do metabolismo celular, gerando benefícios para a perda de peso e, consequentemente, mantendo a pressão arterial estável e saudável. Sua suplementação evita o acúmulo de gordura e o desencadeamento da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). coenzima q10

L-arginina

A L-arginina é um aminoácido muito importante para o corpo humano. Relacionando sua atividade ao controle da pressão arterial, a sua suplementação tem a capacidade de melhorar a função endotelial (função da camada que reveste os vasos sanguíneos) pelo seu feito no aumento de oxido nítrico que, por sua vez, reduz e controla a pressão arterial. l arginina

Vitamina D

Estudos sugerem que as concentrações mais baixas de vitamina D estão associadas a elevação da pressão arterial e taxas mais altas de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). Foi constatado que a vitamina D melhora a função endotelial. Logo, sua suplementação é potencialmente interessante. 

Na Suplementos Mais Baratos você encontra todos os suplementos para a prevenção, controle e tratamento da pressão alta, com a maior qualidade, eficiência e excelência do mercado. vitamina d

Pressão alta e hipertensão

Minimal Price: R$ 89,00 89